A verdadeira Ceia do Senhor
(Ou é ou não é!).

Algumas vezes eu me pego a pensar e me pergunto sobre o que poderia levar o pastor ou líder espiritual de uma “igreja” – de qualquer igreja – evangélica, a ler um texto bíblico para a sua comunidade e depois de ter lido esta determinada parte da Escritura, fazer tudo diferente ou até mesmo ao contrário daquilo que ele mesmo leu, e do que está ali escrito. O texto preferido na grande maioria das denominações evangélicas contemporâneas (que alguns chamam até de “texto base” ou “texto áureo”) no dia e hora em que eles vão “celebrar” aquilo que chamam de Santa Ceia é a passagem de I Coríntios, capitulo 11. Versículo 23-32. Mas... Será que eles estão de fato celebrando uma das duas únicas ordenanças da Igreja (a outra é o batismo nas águas) do modo correto como o Senhor Jesus além do próprio apóstolo Paulo, nos orientaram, através da Santa e Perfeita Palavra de Deus? Eu afirmo categoricamente que não e em seguida vou mostrar o porquê.


1-    De acordo com o texto de I Coríntios 11, a Verdadeira Ceia do Senhor, era uma refeição farta, realizada uma vez por ano, por época da páscoa, quando toda a comunidade cristã primitiva reunia-se num determinado local, para celebrar a comunhão dos santos e anunciar a morte do Senhor até o dia da sua gloriosa volta para buscar a amada Igreja. Nestas ocasiões havia postos à mesa, todos os elementos presentes e indispensáveis para uma boa refeição, geralmente noturna (inclusive muito vinho e pães asmos) e não apenas um monte de migalhas como é o que mais se vê por ai, nestas igrejas evangélicas de hoje em dia. Depois eles ainda querem criticar os Católicos Romanos que comungam com a hóstia consagrada no santíssimo sacramento da eucaristia, só que eu não consigo ver tanta diferença assim entre a santa missa católica e a “santa ceia” da maioria das igrejas evangélicas. Inclusive o nome bíblico que é a Ceia do Senhor e não “santa ceia” era como os próprios católicos chamavam a missa antes do “it missam est” (Mas este já é assunto para outro artigo).


2-    Não há nas Sagradas Escrituras nenhum outro texto que possa sequer indicar que a palavra CEIA possa significar apenas algumas migalhas de pão e uma quantidade risível de suco de uvas no lugar de uma refeição farta e abençoada pelo Senhor e nenhum pastor, bispo (ou seja, lá o que ou quem for) tem autoridade por si mesmo, para mudar aquilo que já está escrito, tendo sido revelado pelo próprio Deus e deixado como estatuto, de geração em geração, até o fim dos tempos. Infelizmente há alguns que mudam a verdade do Senhor em mentiras, cujo propósito condenável parece ser apenas distrair e enganar um povo falto de entendimento e tardio em compreender e discernir os mistérios de Deus e as maravilhas do seu Espírito Santo e assim desprezam o tesouro da Verdadeira comunhão dos Santos, os Salvos do Senhor.


3-    Seria então, uma tremenda ignorância acreditar-se que um ritual vazio, monótono e repetitivo, totalmente destituído de seu verdadeiro sentido bíblico, possa ter mesmo algum valor doutrinário ou de crescimento espiritual e, portanto, agradar ao Deus que tudo estabeleceu antes do inicio dos séculos e da fundação do mundo, inclusive a maneira correta de nos aproximarmos dEle para obter o seu precioso favor. Ainda há tempo, meus amigos e irmãos! Abram os seus olhos! Saiam do meio desta religiosidade abstrata que tem apenas a aparência de sabedoria e humildade em devoção voluntária, mas não é de valor algum, senão para satisfação do próprio ego inflado daqueles que se dizem chamados e ungidos por Deus, mas, se eles estão mudando a VERDADE de Deus, apenas provam que não tem parte alguma com Ele, nem vida, em si mesmos. (Cl. 2.23, Jo. 6.53 e refs.)

Fontes: Comentário Bíblico NT – Mathews Henry e F. Davidson – O Novo Comentário da Bíblia.


(Paulo Marques é servo de Deus, apologista (de apologética) e um ferrenho defensor das Verdades contidas nas Sagradas Escrituras.)

Comentários

  1. Ranço de farisaísmo do primeiro seculo, misturada a religiosidade abstrata contemporânea só podiam resultar nisso mesmo!

    ResponderExcluir
  2. Cade o que? Ou Quem? A Verdadeira ceia? As falsas Linguas estranhas, o Show Gospel ou o Maldito dízimo Neo Testamentário/

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog